segunda-feira, 5 de outubro de 2009

1111 - J.DAVID LEE


Gostaria de atingir os resultados daqueles artistas de livros de anatomia clássicos, entretanto, sou muito influenciado por quadrinhos de super-heróis, filmes na linha do Tim Burton, gótico, rock e metal, e acabo chapando meus desenhos de luz e sombra. Bem, tendo clareza destas limitações talvez esteja no primeiro passo para buscar mudar. De qualquer forma, toda vez que desenho de forma despreocupada lá aparecem os contrastes...
A estátua da moça de A. Faoust é em mármore e os bustos de Rodin em bronze. Estão na Pinacoteca de São Paulo. Acho que vou praticar mais em mármores quando for fazer este tipo de observação.

8 comentários:

Edde Wagner disse...

Muita gente acha que os vícios vêem só 'da mão', mas também são do 'observar'.
Por isso desenhistas de animação fazem tanto este tipo de desenho. Pra perder o vício de 'observar' com limitações técnicas, e mais livremente.
Vixe! Deu pra entender?
Mas seus desenhos são ótimos. Tenha paciência.
Todos nós, na verdade!

nelsoncaramico disse...

Olá David. Seus desenhos são bonitos, e você é muito produtivo, mas se você busca mudancas, porque você não experimenta outras técnicas? Aquarela ou carvão por exemplo, e começa a pensar em formas, não em linhas.
Abraço,
Nelson

Marc Felix disse...

Cara eu também passei por isso ,tive que formatar meu cérebro e ai começar do zero mas sempre lembrando daquilo que eu aprendi,foi difícil mas eu acho que cheguei em algum lugar, tive que deixar o traço me levar não eu levar o traço, mas seu desenhos estão muito bons mas só uma dica comece desenhar dos pés ao invés da cabeça eu sei que difícil mas não custa tentar eheheheh.Até mais...continue desenhando.

Edde Wagner disse...

Outra dica:
O livro 'Desenhando com o Lado Direito da Cérebro'!
Os exercícios são ótimos.
Eu tenho o filme. se quiser emprestado, me fala!

Felipe Domingos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Domingos disse...

Quando começei a praticar esse ano o desenho de observação, achei que ia me livrar dos vicios do meu desenho de criação! Mas dai descobri que tambem há vicios no desenho de observação! O jeito é sempre testar outros materiais, formas novas de se começar, de se pensar, e outra coisa que tem me ajudado, e não ter medo de errar! Hahaha
Tenta desenhar com a outra mão qualquer dia. O bom é que ela não tem vicios.

Grande abração, David

Felipe Duarte disse...

eu ia recomendar exatamente que você mudasse o material, pegasse algo menos "tudo ou nada", uma ferramenta que permitisse modos de expressão mais variados, como um lapis pit, carvão, aquarela, alguma caneta que borre com água... qualquer coisa.

rascunhar sobre um papel em tom médio e abrir os brancos pode ser um jeito de quebrar o vicio do alto contraste... ler quadrinhos de outro tipo de traço também ajuda... ou então explorar outras espécies de traço em alto contraste mesmo... já pensou em mandar um nanquim com pincél?

J. DAVID LEE disse...

Valeu pelos comentários pessoal. Agora é praticar. Abração.