segunda-feira, 6 de abril de 2009

340_Renoir Santos


Compositor solitário

Essa "entidade" parou em frente a minha janela, do outro lado da rua. O prédio onde eu moro, pequeno (apenas três andares) fica em uma das esquinas de uma puta encruzilhada. Curiosamente esta encruzilhada é "point" de "lunáticos" - ou não - que colocam suas conversas em dia com suas respectivas entidades, ou amigos imaginários.
Este sujeito em específico que desenhei, é um compositor solitário - ou não - Enquanto compõe estruturas melódicas, em um teclado imaginário acompanhado de um assobio frenética, balbucia palavras do que seria uma letra, que só com muito esforço, entende-se. E eu acho que ele tem um parceiro em suas composições - o qual, às vezes ele discuti e xinga ferozmente - mas esse parceiro, não se vê. Ou; estes parceiros :/

4 comentários:

Tomates secos disse...

Cara colega voce é muito bom, tem muita expressividade, esta de parabéns.

vani pereira disse...

Adorei o nome "entidade"rsrs
show!! cara da hora!

Fábio Carvalho disse...

Gosto muito quando se tem um desenho e um contexto, o por quê da ilustra, seu traço é muito bom e característico.
Abraço

Edde Wagner disse...

Bem louco, Renoir. Esta aquarela bem soltona assim é muito legal!