domingo, 8 de março de 2009

211 - Alexandre Diegas

Foi estranho fazer, pq nunca tinha feito isso; foi estranho também ver como a gente ta velho e acabado :P
E não adianta, sempre faço essas caras amarradas, sei la´fico travado e quase não rio... e mesmo com cabelo bagunçado e olheiras não sei se fui fiel a "mim" mesmo... espelho de 1,99 na prancheta...

5 comentários:

Edde Wagner disse...

Ficou muuuuuito legal, Alexandre.
Vc dsenha bem pra caramba!

cri-caminhos e artes disse...

xará,que legalzão!nós sem querer fizemos os dois espectros do mesmo ton;repare como é muito louco o contraste de ideias...um sombrio e outro iluminado, um barbudo e o outro não,cabelo curto o outro grande...esse espaço é muito doido!não sei se fui claro, mas não percisa ser, sei q vc me entendeu!que seja...parabens,200 postagens e nem temos 1 mês ainda.valeu brother!!!

Renoir Santos disse...

Muito bom... ficou parecendo o desenhista mis bravo do mundo.rsrsrs
Parabéns!

mercadovisual disse...

Muito bacana o uso que fez das cores. a forma como sugeriu a barba começando a aparecer. E a expressão tá quase digna de um Wolverine, kkk.
Parabéns!
Abraço,
Gilberto

Josenilson disse...

Muito bom kara! As cores dão uma vivacidade à arte! Preciso me lembrar disso e fazer uns estudos coloridos também!
Parabéns!